Domingo, 22 de Abril de 2007

Nuno...





Quem é como tu?


Quem tem a tua força?


Quem tem a tua forma especial de ser?


Olho para ti e vejo alguém muito importante!


Sinto-me compreendida, especial, apoiada,


Sinto-me bem!


Olho para ti e penso que por vezes gostava de ser como tu


Ter a força que tens!


Lidar como lidas com os problemas,


Não me ir a baixo,


Ser forte!


Tenho orgulho em te conhecer


Tenho orgulho do amigo que és


Naquelas vezes que eu ando perdida, desnorteada


És tu quem lá está sempre com a palavra certa


Sempre com o carinho que eu preciso!


Dizes-me que perdeste o controlo, que andaste em círculos,


Eu não concordo!


Tu sempre conseguiste ser forte


Sempre conseguiste encarar toda a realidade!


Tu és apenas um exemplo de grande personalidade que eu


Admiro bastante!


Olho para o passado e para o presente,


Lembro-me de todas as palavras,


De todas as acções,


De toda a confiança,


De todo o carinho!


Eu sim, tenho-te a agradecer por seres o que és, por me fazeres sorrir


E por nem por um segundo me deixares sentir sozinha


Obrigado Nuno!


 




> No fundo o que quero dizer é que apesar de não ver o meu caminho, a minha estrada, sei que mais uma vez vais estar lá para me proteger e guiar me na direcção certa.


 




Autoria: Cátia Ribeiro

publicado por stone7 às 00:06
link do post | favorito
De Nuno a 22 de Abril de 2007 às 03:44
Suspiro da alma, grito do coração...


Questionas o mais óbvio, questionas o que optas por não ver.

Questionas quem eu sou, não perguntas quem me falta.

Olhas para mim e vês algo que te agrada. No entanto olhas para mim e vez apenas o reflexo do que me tornas.

Olhas para mim e encontras o que te faz sentir bem. Olhas para mim e encontras uma mistura de sentimentos .... o mais puro com o inexplicável.

Não queiras ser como eu. A minha força perderia a origem. Refugia-te nela se quiseres, é por ti que ela existe.

Agora diz-me… o que fazer quando as correntes da amizade não chegam a conter o que quer-se fazer ouvir mais alto?

Das voltas e trilhos perdido que caminhei, perdido remando sem rumo no meio de tempestade, apenas me conforta saber encontrei um porto seguro tão belo e indescritível. Será que é demais?? Ou é de volta à tormenta que estou destinado a remar?

Olhas para o passado e o presente. Eu olho para o presente e pouco mais. Eu olho para os momentos que contam. Eu olho para ti…

Agradeces por te fazer sorrir e por nunca te deixar sentir sozinha… Eu agradeço-te por me fazeres sentir cada segundo, agradeço-te por me fazeres sentir bem, agradeço-te por me pores o brilho no canto do olho. Agradeço pelo que se pode transcrever em palavras e agradeço-te pelo que palavras não chegam a descrever. Agradeço-te pelo sol, pela lua, pelo som, e pelo silêncio, agradeço-te pelo calor, e pelo frio que deixei de sentir…

“Obrigado” fica aquém do sentimento, mas espero que chegue de amostra.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Ausente Estive!

. ...

. torno-me assim

. Nuno...

. Tu amas-me por Mim

. A Lua e Tu

. Quando os meus lábios...

. O amor, a paixão...

. Como custa dizer...

. Para ti, amor!!!

.arquivos

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds